início Ela Livros
Blogroll Contato


11 de setembro de 2015

Este mês o tema dos projetos do Discípulas de Carrie (ainda não conhece esse grupo lindo? Então, clica aqui!) é DIVAS! E a CosmoTAG consiste em indicar 5 divas lindas e maravilhosas que inspiram nossas vidas. Fiquei super indecisa dentre tantas opções que eu tinha para escolher, então resolvi dar uma restringida e optar por 5 divas da ficção que inspiram minha vida!

 

Blair Waldorf

chez b cosmotag setembro divas blair waldorf

Se é para falarmos de divas da ficção, obviamente a primeira da lista do Chez B. seria ninguém menos que a rainha do Upper East Side: Blair Waldorf.  Má com coração mole, irônica, diabólica e com os melhores looks da história dos seriados, ela facilmente roubou a cena e os corações de quem assistia Gossip Girl, formando o melhor par romântico da história com o incrível Chuck Bass.

 

Carrie Bradshaw

chez b cosmotag setembro divas carrie bradshaw

Carrie é diva e todo mundo sabe, afinal não é à toa que dá nome ao nosso grupo lindo! Com seu figurino fabuloso e inusitado, suas questões existenciais facilmente identificáveis e vivenciáveis, Carrie é ícone de uma geração de mulheres modernas e livres.

 

Paola Bracho

chez b cosmotag setembro divas paola bracho

O que seria do mundo das vilãs sem a magnífica Paola Bracho? No mínimo, muito, mas muito, sem graça! A gêmea má de A Usurpadora conquistou o mundo – e todo o elenco masculino da melhor novela mexicana de todos os tempos que, por sinal, assisti 5 vezes (com muito orgulho haha). Seu batom vermelho e gargalhada sonoramente inconfundível estarão para sempre em nossos corações.

 

Andy Sachs

chez b cosmotag setembro divas andy sachs

Andy Sachs é a incrível personagem de Anne Hathaway em O Diabo Veste Prada. No início do filme, ela é quase um patinho feio, mal vestida e com cabelo judiado. Porém, quando Andy vai trabalhar como assistente da editora-chefe da Runaway, revista de moda desejo de todas as jovens, precisa mudar completamente o visual e a postura, para se sentir um pouco mais adaptada ao ambiente hostil e glamouroso da revista. E aí inicia um desfile de looks estonteantes, cabelos impecavelmente arrumados, maquiagens perfeitas… e Andy vira quase uma Cinderela da “vida real”.

 

Lady Mary

chez b cosmotag setembro divas lady mary

Lady Mary Crawley é a primogênita do Conde de Grantham, de Downton Abbey. É uma mulher forte, determinada, destemina e a frente de seu tempo. Apesar de o contexto histórico da série iniciar em 1912, Mary já tem atitudes feministas, visão de mundo e vontades que não economiza esforços para que sejam alcançadas. O figurino de época é um show a parte, com muito brilho, plumas, vestidos longos e cabelos extremamente bem penteados.

 

discipulas de carrie





6 de julho de 2015

Primeiro mês de CosmoTAG no blog, então explico: em menção ao drink preferido das meninas de Sex and The City, o Cosmopolitan, nominamos assim nossa tag mensal do grupo de blogueiras amigas Discípulas de Carrie! Em julho, o tema é Anos 90 e a proposta é indicar as 5 melhores coisas dessa saudosa época. Este post não só foi difícil de fazer – filtrar apenas 5 coisas legais vivenciadas dos meus 5 até os 15 anos (não façam cálculos!) não é tarefa das mais simples – mas, extremamente nostálgico! Quem viveu naquele tempo, certamente vai se identificar e relembrar de muitas dessas coisas! Espero que gostem! ♥

Guloseimas

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 01

Quem era criança nos anos 90, certamente perdeu as contas de quantos picolés Frutilly‘s dos mais variados sabores pentelhou o pai, a mãe, o tio, a tia ou quem estivesse junto, pra comprar na praia ou na padaria. E, lógico, tinha que começar comendo toda a parte colorida de fruta pra, depois, se deliciar com o miolo branquinho e docinho! Sem falar nos palitos furadinhos e coloridos que eram o máximos! Ah, a criança daquela época também vai lembrar dos deliciosos biscoitos em formato de ursinhos gorduchos, o Fofy, sabor baunilha ou chocolate. Na minha casa só entrava o de chocolate e eu começa comendo pela cabeça, depois bracinhos e pernas, hahaha. Os chocolates da Turma da Mônica era maravilhosos, ainda mais quando o personagem de chocolate branco era a Mônica ou a Magali. Claro, tinha que ser seguida a mesma ordem: primeiro se comia as bordas de chocolate preto para depois devorar o personagem. E quem não ficava curioso pra saber qual bicho viria na foto do Chocolate Surpresa, outra delícia da Nestlè? E os Mini Chicletes, minúsculos e coloridos, quem conseguia não comer tudo de uma vez?

Desenhos

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 02

Se tem uma coisa que realmente não se faz mais como antigamente é desenho! Quem não lembra dos primitivos e simples desenhos que alegravam as manhãs do SBT? Princesa Sara e o Cavalo de Fogo, Ursinhos Carinhosos, Tom & Jerry, Pica-Pau. Ah, a Globo até tentava, mas o Pica-Pau original, azul clarinho e fofo do SBT era realmente insuperável! Um pouco depois, chegou o Fantástico Mundo de Bobby – com lições sempre valiosas – com uma vinheta chiclete e um menino cheio de imaginações. Com ele aprendi que a mentira tem perna curta e nunca mais esqueci! Mais tarde, na TV Cultura, meus começos de noite eram animados pelo querido Doug Funny e sua turminha de nomes engraçados: Paty Maionese, o cachorrinho Costelinha e o melhor amigo Skeeter!

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 03

Ainda tinham os “desenhos humanos”: o inesquecível e sempre atual Chaves, o super educativo Castelo Rá-Tim-Bum e a família mais amada dos domingos: a Família Dinossauros! Quem não imitou o adorável e pentelho Baby, dizendo “não é a mamãe, não é a mamãe” ou o patriarca Dino, com seu entonado: “Queriida, cheguei!“? E como esquecer desses desenhos inocentes e sem maldade que muito nos fizeram feliz?

mIRC

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 04

Facebook, Orkut, MSN e ICQ que me perdoem: nunca existiu algo mais legal pra bater papo do que o mIRC! A internet ainda era discada e era só alegria quando enfim conectava! A primeira coisa que se fazia era abrir o mIRC, de preferência com o script bacana que seu amigo nerd tinha criado ou, então, ia de Scoop Script mesmo! Sempre utilizando seu nick devidamente registrado – o meu era A`s_BaBy_ – com letras maiúsculas e minúsculas misturadas e, claro, com siglas na frente para indicar que você fazia parte de uma patotinha. Aí tinham os mais variados canais, de cidade, colégios, grupos de amigos, etc. Lembro que era regra eu entrar no #cc (do colégio que eu estudava), #ccj (outro colégio conhecido da cidade), #flops (grupo de amigos) e #a`s (a minha patotinha)! Arrisco dizer que era mais viciante do que as redes sociais de hoje, já que ficávamos conectados o maior tempo possível, muitas vezes virando noites (e brigando com a mãe que mandava desligar o pc e ir dormir)! Era lá que você conseguia falar com aquele menino do colégio que tinha vergonha ou ficar horas a fio fofocando com a melhor amiga. Ah, obviamente você tinha que ter vários aliases personalizados, engraçados e coloridos, deixar quits (mensagens de saída) com letras de músicas dramáticas e cheio de indiretas para aquele alguém. Que honra quando você ganhava + voice naquele canal mega concorrido ou era + op de um canal poderoso! E, claro, nas tardes de sábado ou domingo, impossível não ir ao IRContro, na praça de alimentação do shopping mais próximo!

Novelas

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 06

A primeira novela que assisti na vida foi Carrossel. Lembro como se fosse ontem: estava na casa dos meus primos e eles assistiam ao capítulo em que a linda Prof. Helena e sua redonda franja sofrem um acidente de ônibus. Depois, foi só amor, não perdi mais nenhum capítulo. Maria Joaquina, Cirilo, Jaime Palilo, Valéria, Davi… estarão sempre nas memórias da minha infância! Ah, e até hoje não me conformo com a troca repentina do ator que fazia o Seu Firmino, lembram disso? Na Globo, três novelas marcaram muito: Fera Ferida e o casal Linda Inês (Giulia Gam) e Raimundo Flamel (Edson Celulari); Mulheres de Areia com as gêmeas Ruth e Raquel (Glória Pires) e o fofo Tonho da Lua (Marcos Frota); e a divertida Quatro por Quatro, com a hilária Babalu (Letícia Spiller), sua piranhas de girassol e seu namorado gatão Raí (Marcelo Novaes).

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 05

Porém, minhas favoritas mesmo eram as novelas do SBT. De preferência, mexicanas, claro! Assisti quase todas e, algumas, várias vezes. Era fã incondicional da Thalia e suas Maria’s (Maria Mercedes, Marimar, Maria do Bairro), mas virei a casaca quando foi transmitida, pela primeira vez, a melhor novela da vida: A Usurpadora! Tenho certeza de que as gêmeas Paola Bracho e Paulina Martins, jamais serão superadas! As produções próprias do SBT também faziam minha cabeça: muito dancei as músicas das Chiquititas – inclusive quis ser uma, fiz parte de fã-clube e escrevi cartas de rolo! – e me emocionei com o amor de Pérola (Patrícia de Sabrit) e Tomás (quando o mundo conheceu Dalton Vigh) em Pérola Negra!

Spice Girls

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 07

Não conheço uma menina dos anos 90 que não tenha cantado Wannabe enlouquecidamente ou eleito sua spice girl preferida! O lema era Girl Power e essas inglesas arrojadas levavam os corações fashionistas e sedentos de auto-afirmação ao limite máximo! Mel B., Mel C., Geri, Emma e Victoria formavam a banda feminina mais legal de todos os tempos, com melodias tranquilas ou animadas, looks recheados de irreverência e muita autenticidade! Eu tinha os CDs, camisetas, livros e revistas em que elas apareciam! Ah, minha preferida era a Emma, a Baby Spice. E a de vocês?

banner discípulas de carrie





27 de outubro de 2014

A USURPADORA

Quando fiz o post coletivo “Os 5 programas de televisão que marcaram a minha vida” sugerido pelo Rotaroots, fiquei impressionada com a quantidade de comentários saudosos sobre a novela A Usurpadora!

A Usurpadora é um clássico dramalhão mexicano (pra mim, o melhor de todos os tempos – e olha que não assisti poucos! Hahaha) produzido em 1998 e transmitido, pela primeira vez, em 1999, pelo SBT. Depois disso, foi reprisada mais umas cinco vezes, sendo a última no ano passado. Aí que eu assisti quase todas as reprises (fora essa última) e, quando descobri que tinha no Netflix, fui obrigada a ver tudo outra vez!

a usurpadora 2

O enredo é o máximo! Paulina Martins e Paola Bracho, interpretadas pela venezuelana Gabriela Spanic, são irmãs gêmeas, porém não sabem disso. Paulina é pobre, bondosa e trabalha num toalete de senhoras em Cancun. Paola é rica, má, mora na capital, é casada com Carlos Daniel Bracho, mas leva uma vida de viagens, festas e vários amantes. Em uma de suas viagens, Paola conhece Paulina e, percebendo a imensa semelhança entre elas, a chantageia para que ocupe seu lugar na casa dos Bracho durante um ano, enquanto vai curtir a vida com um amante milionário. E aí se inicia a melhor novela de todos os tempos… hahaha

usurpadora

A Usurpadora é clichê, tudo é exagerado e extremo, os personagens são altamente caricatos, como toda novela mexicana! O elenco é minúsculo, o que faz com que todo capítulo tenham fortíssimas emoções e muitas frases de efeito. Mas, é impossível dizer que a trama não é super envolvente e animada! A novela foi tão boa, que fizeram o “Além da Usurpadora”, uma mini continuação que o SBT só transmitiu no ano passado (mas, tem no Youtube, completo e dublado!). Só quem viu, entende!

O que muita gente não sabe é que a primeira opção para protagonista era a Thalia! Porém, ela não aceitou e sugeriu a atriz Chantal Andere para o papel. Mas, a produção recusou a indicação e deu o papel de Stephanie a Chantal que, até hoje, não se dá muito bem com Gabriela Spanic por esse motivo.

Mas, e os atores? Como será que estão hoje?

paolaGabi Spanic teve uma vida altamente conturbada. Fez um milhão de cirurgias plásticas (percebe-se, né!?) e foi até envenenada por sua assistente em 2010, o que lhe rende problemas de saúde até hoje. Está com 40 anos e continua fazendo novelas.

carlos danielFernando Colunga, hoje com 47 anos, continua sendo o galã das novelas mexicanas! Nunca se casou, mas namorou um tempo com Thalia lá pelos idos do ano 2000.

stephanieTambém continua fazendo novelas no México e já foi casada com o filho do Roberto Bolaños (o Chaves), sabiam?

willyWilly não mudou nada, né, gente? Acho que só envelheceu mesmo.

LedaNossa, acho que a chata da Leda tá muito mais bonita hoje, com 40 anos, do que antes! Ela é irmã da Maria Joaquina da versão original de Carrossel e acho super parecida mesmo!

lisettecarlinhosLizette e Carlinhos não fizeram mais novelas e não estão mais no meio televisivo, meio que sumiram. Até por isso foi difícil de achar uma fotinho decente deles na internet.

veronicaVeronica continua da lindeza!

douglas maldonadoAcho que o tempo fez muitíssimo bem ao milionário Douglas Maldonado! Tá bonito, tá galã, tá arrasando! Ah, na época da gravação da novela, ele era casado com Gabi Spanic!

lalinha

vivianaAchei que Lalinha e Viviana também não mudaram quase nada!

edmundo serranoEm compensação, o que houve com o Dr. Edmundo Serrano, minha gente? O melhor criminalista do país, que defendeu Paulina contra ela mesma (hahaha), era super galã (quem assistiu a trilogia das Marias, vai lembrar que o ator foi o mocinho de Maria Mercedes) e agora só consigo reconhecê-lo por conta do olhar, a única coisa que não mudou! Que pena!

A intérprete da Adelina (Magda Guzmán) é uma atriz renomada no México e já foi casada com o Jaiminho do Chaves, lembram? Aliás, parece que o elenco de A Usurpadora tem uma ligaçãozinha com o menino do barril, né! A querida Vovó Piedade (Liberdad Lamarque) faleceu dois anos depois de A Usurpadora, durante as gravações de outra novela.

Bom, é isso! Sei que tem muita gente que não vai curtir esse post, mas espero que os eternos fãs de Paola Bracho possam relembrar e matar um pouquinho as saudades!





25 de agosto de 2014

Escolher apenas cinco programas que marcaram a minha vida não foi nada fácil! São tantos bacanas que me fazem relembrar a infância e adolescência! Mas, regra é regra, então vamos lá…

1. Chaves

chaves

Tem como não amar? Chaves, Quico, Chiquinha, Professor Girafales, Seu Madruga, Seu Barriga, Dona Florinda, Nhonho, Bruxa do 71… tantos personagens inesquecíveis! Acho que nunca existirá um fenômeno como foi (e talvez ainda seja) essa série. Piadas inocentes e toscas, chavões que colam na cabeça, personagens simples, carismáticos e engraçados marcaram profundamente uma geração na qual me incluo. A melhor série infantil (e que agrada a todas as idades) de todos os tempos!

2. A Usurpadora

a usurpadora

Podem me chamar de brega! Sempre amei dramalhões mexicanos! A primeira novela que assisti na vida foi Carrossel e ainda lembro bem da cena: o acidente de ônibus da Professora Helena. Depois, virei fã número um da Thalia e assisti umas tantas vezes Maria Mercedes, Marimar, Maria do Bairro e Rosalinda! Mas, o dramalhão que mais marcou mesmo foi A Usurpadora. Assisti quase todas as reprises (só deixei passar a última) e agora tô planejando rever no Netflix. Não teve novela mais divertida e emocionante que essa! Paulina Martins, Paola Bracho e Carlos Daniel estarão sempre no meu coração!

3. Topa Tudo por Dinheiro

topa tudo por dinheiro

É, gente, eu era a Garota SBT! Impossível esquecer as noites de domingo em que ficava acordada até tarde assistindo as câmeras escondidas com Ivo Holanda, Silvio Santos jogando dinheiro em forma de avião para o auditório, a brincadeira do “é, não e porque”… Sem falar que meu grande sonho era estar em uma das caravanas! hahaha

4. Gossip Girl

gossip girl 2

Muita saudade de GG! Claro que já era mais velhinha, mas bons momentos eu passei assistindo essa série. Amava a vida (e os looks) da galera do Upper East Side, as caras, bocas e dramas da Queen B. e a narração da Kristen Bell com seu inconfundível “xoxo”. Ah, sem falar no casal mais lindo da vida, Blair Waldorf & Chuck Bass! Amor eterno!

5. Sex and The City

sex and the city

Comecei a assistir SATC em 2009 e foi amor logo no primeiro episódio! Pra mim, é daqueles seriados atemporais, que podem ser vistos e revistos a qualquer tempo e o tema tratado ainda será atual. Sem falar que Carrie é um ícone! Amo, amo, amo!

E vocês, se identificaram com algum?

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook!

Para ver a blogagem do mês passado, clique aqui