início Ela Livros
Blogroll Contato


25 de agosto de 2014

Escolher apenas cinco programas que marcaram a minha vida não foi nada fácil! São tantos bacanas que me fazem relembrar a infância e adolescência! Mas, regra é regra, então vamos lá…

1. Chaves

chaves

Tem como não amar? Chaves, Quico, Chiquinha, Professor Girafales, Seu Madruga, Seu Barriga, Dona Florinda, Nhonho, Bruxa do 71… tantos personagens inesquecíveis! Acho que nunca existirá um fenômeno como foi (e talvez ainda seja) essa série. Piadas inocentes e toscas, chavões que colam na cabeça, personagens simples, carismáticos e engraçados marcaram profundamente uma geração na qual me incluo. A melhor série infantil (e que agrada a todas as idades) de todos os tempos!

2. A Usurpadora

a usurpadora

Podem me chamar de brega! Sempre amei dramalhões mexicanos! A primeira novela que assisti na vida foi Carrossel e ainda lembro bem da cena: o acidente de ônibus da Professora Helena. Depois, virei fã número um da Thalia e assisti umas tantas vezes Maria Mercedes, Marimar, Maria do Bairro e Rosalinda! Mas, o dramalhão que mais marcou mesmo foi A Usurpadora. Assisti quase todas as reprises (só deixei passar a última) e agora tô planejando rever no Netflix. Não teve novela mais divertida e emocionante que essa! Paulina Martins, Paola Bracho e Carlos Daniel estarão sempre no meu coração!

3. Topa Tudo por Dinheiro

topa tudo por dinheiro

É, gente, eu era a Garota SBT! Impossível esquecer as noites de domingo em que ficava acordada até tarde assistindo as câmeras escondidas com Ivo Holanda, Silvio Santos jogando dinheiro em forma de avião para o auditório, a brincadeira do “é, não e porque”… Sem falar que meu grande sonho era estar em uma das caravanas! hahaha

4. Gossip Girl

gossip girl 2

Muita saudade de GG! Claro que já era mais velhinha, mas bons momentos eu passei assistindo essa série. Amava a vida (e os looks) da galera do Upper East Side, as caras, bocas e dramas da Queen B. e a narração da Kristen Bell com seu inconfundível “xoxo”. Ah, sem falar no casal mais lindo da vida, Blair Waldorf & Chuck Bass! Amor eterno!

5. Sex and The City

sex and the city

Comecei a assistir SATC em 2009 e foi amor logo no primeiro episódio! Pra mim, é daqueles seriados atemporais, que podem ser vistos e revistos a qualquer tempo e o tema tratado ainda será atual. Sem falar que Carrie é um ícone! Amo, amo, amo!

E vocês, se identificaram com algum?

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook!

Para ver a blogagem do mês passado, clique aqui





10 de fevereiro de 2014

carrie 1

Hoje finalmente consegui assistir ao último episódio da 2a temporada de The Carrie Diaries. Apesar de ser bastante teen e bem distante da “adulta” Sex and The City, adoro a série desde o início. AnnaSophia Robb, a lindeza que faz a Carrie, está longe de ser uma Sarah Jessica Parker, mas conquistou meu coração com os looks divertidos dos anos 80 e o jeitinho fofo!

A série também toma rumos diferentes dos livros que a originaram (post sobre o primeiro aqui), o que até achei melhor, já que o segundo – O Verão e a Cidade – não me agradou tanto!

carrie bradshaw

Nessa segunda temporada, Carrie amadurece bastante, vive um novo romance e a Samantha entra na história, interpretada por Lindsay Gort. Ah, e aí sim, vejo a verdadeira Samantha Jones!

carrie sam

Agora, achei essa season finale com super cara de series finale! Será? A audiência da série não é das mais altas e sempre fica na berlinda do cancelamento! Esse ano, já ouvi que seria cancelada quase de certeza, mas depois surgiram boatos de que seria renovada! Tô na torcida, ainda acho que a Carrie tem muita história pra contar, sem falar na tão esperada chegada de Charlotte e Miranda!

carrie 4





19 de julho de 2010

Desde que lançou no Brasil, eu tava ansiosíssima pra ler as aventuras da Carrie antes de Sex and The City. E não me decepcionei! Fazia tempo que não pegava um livro mulherzinha pra ler, por falta de tempo, claro, porque opção é o que não falta. A história se passa nos anos 80, quando Carrie ainda aspirava ser escritora, não conhecia NYC e estava no terceiro ano do ensino médio. É muito mais adolescente do que o seriado, por óbvio, mas é garantia de boas risadas e um excelente passatempo.

A única coisa que achei um pouquinho estranho é que não consegui ligar a Carrie do livro com a personagem da série. Não achei uma característica que identificasse a Miss Bradshaw que conhecemos, talvez porque na época ela nem sabia quem era Manolo Blahnik. Mas, enfim, o livro é ótimo e se o tempinho gelado do final de semana estiver sobrando, indico a leitura!

diarios de carrie





27 de maio de 2010
 
O que eu esperava que acontecesse na primeira premiere, em Nova York por óbvio, aconteceu em Londres! SJP assumiu a Carrie Bradshaw que há (literalmente) dentro dela e carregou um objeto não identificável na cabeça. E aí, gente, o que vocês acharam?
 
 
 
Não curti o bereleque no braço, mas achei o vestido (esse sim!) bem digno de pré-estreia de Sex and The City, by Alexander McQueen, como não poderia deixar de ser. Aquele monumento na cabeça faz parte do show dela, né, enfim. Se era Carrie que queríamos, é Carrie que agora temos!
 
 
 Kristin-Charlotte não acertou na escolha, a meu ver. Não curti esse vestido, mas adorei o cabelo solto, simples e lindo. Cynthia-Miranda e Kim-Samantha estavam um tanto sem graça, me deu tédio e sono. E já que não teremos premiere em Floripa no Brasil, em menos de 24h já poderemos ver as meninas na telona mais próxima!
 
 





26 de maio de 2010

Atrasadinha eu sei, mas não podia deixar de comentar sobre a premiere de Sex and The City 2! Já não aguentava a ansiedade desde o final do ano passado, quando parecia que maio nunca chegar! Mas, finalmente aqui estamos e final de semana no cinema eu irei, obaaa!

O que vocês acharam do look das meninas? Sarah Jessica Parker de Valentino, Kristin Davis de Jean Desses (marca até então pra mim desconhecida), Cynthia Nixon de Carolina Herrera e Kim Cattrall de Naeem Khan (igualmente desconhecida). Achei todos condizentes, porém não gostei muito do vestido da Kim-Samantha, a cor a deixou muito “senhora” (não que ela não seja uma, mas vocês entenderam o espírito da coisa, néam). A Cynthia-Miranda me surpreendeu bastante positivamente e não sei se gostei mais dela ou da SJP! Enfim.

O importante é que final de semana tem Sex and The City no nosso cinema! Chega logo, sexta-feira!