início Ela Livros
Blogroll Contato


4 de julho de 2016

chez b a coroa 01

Com spoilers sobre os demais livros da série.

Passeando pelo shopping dia desses – depois da promessa de não comprar mais nenhum livro antes de ler os que tenho em casa – dei uma inevitável, mas rápida olhada na vitrine da livraria e eis que me deparo com A Coroa! Apesar de ter como imprescindível um quinto livro para o desfecho perfeito da série A Seleção (como contei aqui), não sabia quando viria e, confesso, havia caído no limbo do esquecimento. O fato é que quando meus olhos cruzaram com a inconfundível capa do novo livro de Kiera Cass, esqueci qualquer promessa: garanti o meu imediatamente!

A Seleção, inicialmente, seria uma trilogia, mas o sucesso foi tanto que a história se prolongou e tivemos A Herdeira e A Coroa. Foi o primeiro enredo distópico que li e, pensando bem, talvez o único (pelo menos não consigo lembrar de outro agora). E me apaixonei, tipo, muito! Os três primeiros livros são altamente devoráveis (Resenhas: A Seleção, A Elite, A Escolha), a coisa é fluída e você entra na trama, torce e vive como se America – a personagem central – fosse uma super amiga. Depois, resolvidos os dramas da protagonista e do adorável Príncipe Maxon, o quarto e penúltimo livro nos apresenta Eadlyn, a filha do casal.

Como contei aqui, A Herdeira foi o livro que menos gostei. Talvez por a expectativa ser muito alta. Ou por eu realmente não ter, em princípio, curtido a nova personagem principal e o fato de America e Maxon não serem mais o centro do enredo. Então, já não esperava tanto assim de A Coroa, maaas… foi amor. Foi muito amor.

A Coroa é a continuação perfeita e o desfecho digno de uma série tão amável como A Seleção. Eadlyn está mais madura, segura, humilde e cativante. A problemática política vivida é bacana e até certo ponto, surpreendente. Continua sendo uma leitura simples, fludíssima e contagiante, daqueles que a gente não quer que acabe pelo simples fato de não conseguir ficar distante dos personagens e do encantador palácio de Illéa. Adorei, recomendo e não ficaria triste se Kiera Cass resolvesse mudar novamente de ideia e prosseguir dando rumo à história da família Schreave.

01

Em tempo: a saga vai virar filme! Produzido pela Warner Bros e dirigido por Thea Sharrock (de Como Eu Era Antes de Você). Aguardemos!


A Coroa
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 310
Ano: 2016
Nota: 5 estrelas





26 de abril de 2016

Sem spoilers!

Como eu era antes de você foi o primeiro livro de Jojo Moyes que li e fiquei apaixonada. É um livro forte, com uma história linda e amplamente reflexiva, que nos leva a pensar sobre as pequenas coisas do nosso cotidiano. Atividades rotineiras, às vezes tão simples a ponto de não darmos o devido valor – ou sequer paramos para pensar sobre sua real importância -, mas que são extremamente valiosas, principalmente para aqueles que se veem tolhidos de realizá-las por circunstâncias da vida.

chez b depois de voce

O livro marcou meu ano de 2014, deixou uma ressaca literária imensa e muitas saudades. Na época, falava-se de uma possível adaptação cinematográfica e, agora, o aguardadíssimo filme está prontinho para estrear no dia 30 de junho! E não só teremos Como eu era antes de você no cinema, como Jojo nos presenteou com a continuação do livro, o tão maravilhoso: Depois de Você.

Iniciei a leitura sem expectativa alguma, esperando apenas matar as saudades daqueles queridos personagens. Aos poucos fui me envolvendo, relembrando momentos marcantes, recordando sentimentos… e Depois de Você foi me surpreendendo aos poucos, gradativamente. Como prometi que não teríamos spoilers, direi apenas que o livro conta o que aconteceu após o término do primeiro, exatamente como esperamos que seja uma sequência. Ao mesmo tempo, porém, o rumo da história é bastante inesperado.

As histórias não são independentes. Há, sim, novos personagens, novas questões, novas tramas. Apesar disso, acredito que é imprescindível a leitura do primeiro para entender – e vivenciar – o segundo. Depois de Você é uma fofura, uma delícia, não dá vontade de largar. A gente se apega (ou reapega?!) e não quer se despedir. Há saudade, muita saudade. Há reflexão, traz a tona o passado. Por vezes, pode ser mais dolorido do que realmente bom, mas gosto desse sentimento nostálgico e introspectivo que acompanha a leitura. No final das contas, recomendo super a leitura sequencial de ambos!

Agora é esperar junho para ver Emilia Clarke dando vida à Lou e Sam Claflin na pele de Will! Ansiosíssima!

 

 


Depois de Você
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Ano: 2016
Nota: 5 estrelas





30 de março de 2016

chez b palacio de inverno

Peguei esse livro emprestado de um amigo, cujo gosto literário muito me agrada. Puxei ao acaso da estante dele e carreguei comigo para ler durante as férias – apesar de o post estar atrasadíssimo, li em janeiro. E foi só amor!

Palácio de Inverno é encantador. Com uma narrativa deliciosa em primeira pessoa por Geórgui Jachmenev, um russo que por ironias do destino vai trabalhar para o grande czar e sua família, a os capítulos passeiam alternadamente entre presente e passado. O pano de fundo percorre a Ingraterra de Thatcher, a Segunda Guerra Mundial e a Revolução Bolchevique, na maior parte do tempo tendo a Rússia como cenário. Apesar da cronologia de idas e vindas, o livro não nos confunde, o que considero fundamental! Detesto ficar perdida na leitura, indo e voltando sem saber ao certo onde estou.

O romance central guarda um mistério – eu desvendei logo no início, mas não prejudica em absolutamente nada a leitura do livro – o qual reforça ainda mais o amor vivido entre os queridos personagens principais. O texto é muito bem construído, os personagens têm o dom de nos despertar os mais variados sentimentos, tornando-os inesquecíveis. Torcermos, vibramos, rimos, sofremos e até choramos com seus grandes momentos e dilemas. É detalhado e profundo, porém, nunca cansativo. Flui, simplesmente.

Palácio de Inverno é o primeiro livro que leio de John Boyne – o mesmo autor de O Menino do Pijama Listrado (vi apenas o filme) – e senti a imediata necessidade de ler outros livros do autor, tamanha a identificação que tive com sua escrita. Um livro fantástico, daqueles que não queremos largar, mas igualmente torcemos para não terminar, já prevendo a ressaca literária que nos aguarda.

 

 


Palácio de Inverno
Autor: John Boyne
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 456
Ano: 2010
Nota: 5 estrelas





27 de fevereiro de 2016

Ano passado li Regras da Comida e virei praticamente uma discípula de Michael Pollan. Já tinha ouvido falar do autor, mas descobri o livro mesmo por indicação da Rita Lobo, num dos posts do Panelinha. Comida é um assunto que me interessa em todos os aspectos: do modo de preparo aos benefícios e malefícios dos alimentos para o nosso corpo. Aí que numa dessas compras de livros sobre o assunto, adicionei minha primeira leitura do jornalista, pesquisador, escritor, ativista e mega expert em comida e amei super!

Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida.

Não é um livro de receitas, não é um livro complexo, não é um manual inatingível acerca de um padrão impossível. Não. É um livrinho pequeno, fino, de letras grandes, mas muita sabedoria sobre algo vital: alimentação. É um verdadeiro manual de sabedoria alimentar.

chez b cooked as regras da comida michael pollan 03

São 64 regras simples sobre esse tema fundamental que, sem exageros e sem imposições, nos sugere maneiras simples e toques básicos de como ter uma nutrição mais adequada, criticando a indústria alimentícia com total coerência. Cada regra acompanha um texto explicativo que, tenho certeza, vai te convencer a cumprir cada aspecto. Isso sem forçar a barra! Eu me surpreendi com o tanto de conteúdo útil em tamanha simplicidade e me apaixonei pelas sacadas de Michael Pollan.

Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe.

Então, pensa o quanto fiquei enlouquecida quando vi que o Netflix lançaria Cooked! A série documental do autor do meu novo guia alimentar tem 4 episódios: Fogo, Água, Ar e Terra. A proposta pareceu super animadora e contei os dias para o lançamento, só que… me decepcionei. O documentário é super bem produzido, impecavelmente filmado, mas a abordagem é muito diferente do que eu imaginava.

chez b cooked as regras da comida michael pollan 02

Esperava uma produção com técnicas culinárias, um reforço à crítica sobre a indústria alimentícia e uma conexão maior com o Regras da Comida. Tais aspectos são o de menos no conteúdo da série. Tem um pouco sim, mas passa quase despercebido. O foco é bem histórico e antropológico, sempre destacando a visão de um povo específico, o que torna bastante cansativo. Cada episódio tem cerca de 1h e confesso que em alguns momentos foi bem desinteressante continuar assistindo. Porém, repito: é um série bem feita, merece ser vista por quem curte o tema, mas sem muita pretensão e expectativa.

Alguém mais já assistiu? O que achou? Me contem!


Regras da Comida
Autor: Michael Pollan
Editora: Intrínseca
Páginas: 160
Ano: 2010
Nota: 5 estrelas





2 de janeiro de 2016

Todos os anos traço uma meta de livros a serem lidos no Skoob e, desde o ano retrasado, posto aqui a lista de lidos do ano, com link para a resenha e nota! Ao fazer a lista de 2015, constatei duas coisinhas que me deixaram super feliz: ultrapassei a meta de 20 livros estipulados (foram 24) e resenhei praticamente todos – faltou apenas um, Regras da Comida, que foi o último livro lido ano passado e ainda não consegui fazer a resenha! E, apesar de ter lido vários young adult- em razão da parceira com a Editora Galera Record – adorei grande parte das escolhas, com atribuição de nota máxima para a maioria! Resumindo, em termos de leitura, 2015 foi um ano absolutamente feliz!

chez b livros lidos 2015 01

 A Seleção
Kiera Cass
Nota: 5
 
A Elite
Kiera Cass
Nota: 5
 
A Escolha
Kiera Cass
Nota: 5
 
A Herdeira
Kiera Cass
Nota: 4
 
365 Dias Extraordinários
P.J. Palacio
Nota: 5
 
Extraordinário
P.J. Palacio
Nota: 5
 
Dois Garotos se Beijando
David Levithan
Nota: 3
 
Garota Online
Zoe Sugg
Nota: 5
 
chez b livros lidos 2015 02
 
À Procura de Audrey
Sophie Kinsella
Nota: 5
 
Cinderela Pop
Paula Pimenta
Nota: 4
 
Ela não é invisível
Marcus Sedgwick
Nota: 4
 
Amy & Matthew
Cammie McGovern
Nota: 5
 
Simplesmente Ana
Marina Carvalho
Nota: 5
 
De Repente, Ana
Marina Carvalho
Nota: 5
 
Elena, a filha da princesa
Marina Carvalho
Nota: 5
 
A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert
Joël Dicker
Nota: 5
 
chez b livros lidos 2015 03
 
 
Mar de Rosas
Nora Roberts
Nota: 2
 
Regras da Comida
Michael Pollan
Nota:
 
Simples Assim
Martha Medeiros
Nota: 5
 
Um Dia
David Nicholls
Nota: 5
 
Para Onde Ela Foi
Gayle Forman
Nota: 4
 
Uma História de Amor e TOC
Corey Ann Haydu
Nota: 3
 
Rich e Mad
William Nicholson
Nota: 3
 
Síndrome Psíquica Grave
Alicia Thompson
Nota: 4