início Ela Livros
Blogroll Contato


17 de outubro de 2015

Outubro é o mês das crianças e foi justamente este tema fofura que resolvemos abordar nos projetos do Discípulas de Carrie! Apesar de a data “oficial” – 12 de outubro – já ter passado, acho gostosa a nostalgia que perdura o mês inteiro… Nesse clima, vou responder a CosmoTAG e relembrar algumas das coisas que mais gostava nos meus tempos de infância!

Barbie

chez b cosmotag 01

A Barbie é icônica, histórica e vai sempre estar presente nas minhas lembranças de criança. Eu tinha incontáveis bonecas, filhinhos, Ken, Bob, Skipper, a família inteira! Ainda tinha (tenho, na verdade) uma maleta cheia de roupinhas de todos os modelos e para todas as temperaturas. Como filha única e menina de apartamento que fui, Barbie era minha brincadeira favorita de todos os momentos!

Bonecas de Papel

chez b cosmotag 04

Assim como a Kaka, bonequinhas de papel também eram um hobby. A partir do momento que tive coordenação motora suficiente pare recortar as “modelos” e as “roupinhas”, juntei uma caixa cheia delas e passava horas nessa deliciosa função.

Carrossel

chez b cosmotag 02

A primeira novela que assisti na vida foi Carrossel e lembro da primeira que vi: o acidente da adorável Prof. Helena. Desde então, virei noveleira assumida e acompanhei todas as vezes que o SBT transmitiu a novelinha original. As peripécias do Jaime Palilo, a exibida Maria Joaquina, o ingênuo Cirilo, a gordinha Laura… como esquecer esses personagens queridos e caricatos que animaram a infância dos anos 80/90?

Praia

chez b cosmotag 05

Como boa manezinha da ilha – apelido carinhoso para os nascidos em Florianópolis – que sou, desde bebê tenho um pé no mar e um castelo de areia. TODOS os verões da minha vida foram vividos em algumas das praias do litoral catarinense. Até hoje, é uma das coisas que mais gosto na vida. Vem verão, vem sol!

Turma da Mônica

chez b cosmotag 03

Quando eu era pequenininha eu tinha uma Mônica quase do meu tamanho, com uma cabeça gigante e dura, que arrastava pra lá e pra cá. Hoje penso como aquilo era vendido para crianças, mas enfim. Sempre fui louca pela Turma da Mônica, antes mesmo de começar a ler, já assistia aos VHS que todos os finais de semana meus pais locavam. Alfabetizada, assinava as revistinhas da Turma e esperava ansiosa para que chegassem logo os gibis. Tinha um caixa gigante onde eram guardados e lia várias e várias vezes a mesma historinha. Bons tempos!

E vocês, quais boas lembranças têm da infância? Me contem!

 

 

discipulas de carrie

 





20 de julho de 2015

chez b novela alem do tempo

Desde Império que não acompanho uma novela da Globo assiduamente. Em regra, tento assistir as das 21h, mas tenho uma teoria: é uma novela boa e uma ruim, alternadamente. Em tempos de Babilônia (que eu realmente achei que prometia, porém me enganei feio), andei abandonando a tv no horário nobre. As que passam mais cedo também não costumo acompanhar, normalmente não me atraem. Até ver as chamadas de Além do Tempo.

chez b novela alem do tempo 02

Com o fofo Rafael Cardoso, Alinne Moraes e Paolla Oliveira vivendo o triângulo amoroso central, Além do Tempo me atraiu não só por ser um dramalhão de época – adoro! – mas, por ser um pouco diferente das outras, já que serão duas novelas numa só. Explico: nos primeiros 70 capítulos, os personagens vivem no século 19, tendo como vilã a Condessa Vitória (Irene Ravache), que muito prejudicará a vida de Emília (Ana Beatriz Nogueira), mãe de Lívia (Alinne Moraes) – a mocinha da trama. A história terá começo, meio e fim. O enredo é básico: o rico que prejudica o pobre, a pobre que vive um amor impossível pelo rico, mais clichê impossível.

O diferencial é que, após os 70 capítulos iniciais, passam-se 150 anos e os personagens reencarnam (com os mesmos nomes, para facilitar a vida do telespectador), em posições diferentes, com a possibilidade de resgatar e corrigir os erros da vida anterior. Lívia será enóloga e empresária bem sucedida, enquanto Felipe (Rafael Cardoso), rico na primeira vida, retornará como produtor de vinhos artesanais. Vitória reencarnará como um camponesa simples e Emília virá como sua filha e empresária de sucesso. Será também uma história com começo, meio e fim.

chez b novela alem do tempo 01

Adoro histórias com conotação espírita, reencarnações, vida passadas e aliada ao fato de ser uma novela de época com trilha sonora incrível, acho que Além do Tempo tem tudo para ser diferente e gostosa de assistir. Tô apostando minhas fichas! Já gostei da primeira semana e pretendo continuar acompanhando!

Alguém mais tá vendo ou ainda quer ver?





6 de julho de 2015

Primeiro mês de CosmoTAG no blog, então explico: em menção ao drink preferido das meninas de Sex and The City, o Cosmopolitan, nominamos assim nossa tag mensal do grupo de blogueiras amigas Discípulas de Carrie! Em julho, o tema é Anos 90 e a proposta é indicar as 5 melhores coisas dessa saudosa época. Este post não só foi difícil de fazer – filtrar apenas 5 coisas legais vivenciadas dos meus 5 até os 15 anos (não façam cálculos!) não é tarefa das mais simples – mas, extremamente nostálgico! Quem viveu naquele tempo, certamente vai se identificar e relembrar de muitas dessas coisas! Espero que gostem! ♥

Guloseimas

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 01

Quem era criança nos anos 90, certamente perdeu as contas de quantos picolés Frutilly‘s dos mais variados sabores pentelhou o pai, a mãe, o tio, a tia ou quem estivesse junto, pra comprar na praia ou na padaria. E, lógico, tinha que começar comendo toda a parte colorida de fruta pra, depois, se deliciar com o miolo branquinho e docinho! Sem falar nos palitos furadinhos e coloridos que eram o máximos! Ah, a criança daquela época também vai lembrar dos deliciosos biscoitos em formato de ursinhos gorduchos, o Fofy, sabor baunilha ou chocolate. Na minha casa só entrava o de chocolate e eu começa comendo pela cabeça, depois bracinhos e pernas, hahaha. Os chocolates da Turma da Mônica era maravilhosos, ainda mais quando o personagem de chocolate branco era a Mônica ou a Magali. Claro, tinha que ser seguida a mesma ordem: primeiro se comia as bordas de chocolate preto para depois devorar o personagem. E quem não ficava curioso pra saber qual bicho viria na foto do Chocolate Surpresa, outra delícia da Nestlè? E os Mini Chicletes, minúsculos e coloridos, quem conseguia não comer tudo de uma vez?

Desenhos

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 02

Se tem uma coisa que realmente não se faz mais como antigamente é desenho! Quem não lembra dos primitivos e simples desenhos que alegravam as manhãs do SBT? Princesa Sara e o Cavalo de Fogo, Ursinhos Carinhosos, Tom & Jerry, Pica-Pau. Ah, a Globo até tentava, mas o Pica-Pau original, azul clarinho e fofo do SBT era realmente insuperável! Um pouco depois, chegou o Fantástico Mundo de Bobby – com lições sempre valiosas – com uma vinheta chiclete e um menino cheio de imaginações. Com ele aprendi que a mentira tem perna curta e nunca mais esqueci! Mais tarde, na TV Cultura, meus começos de noite eram animados pelo querido Doug Funny e sua turminha de nomes engraçados: Paty Maionese, o cachorrinho Costelinha e o melhor amigo Skeeter!

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 03

Ainda tinham os “desenhos humanos”: o inesquecível e sempre atual Chaves, o super educativo Castelo Rá-Tim-Bum e a família mais amada dos domingos: a Família Dinossauros! Quem não imitou o adorável e pentelho Baby, dizendo “não é a mamãe, não é a mamãe” ou o patriarca Dino, com seu entonado: “Queriida, cheguei!“? E como esquecer desses desenhos inocentes e sem maldade que muito nos fizeram feliz?

mIRC

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 04

Facebook, Orkut, MSN e ICQ que me perdoem: nunca existiu algo mais legal pra bater papo do que o mIRC! A internet ainda era discada e era só alegria quando enfim conectava! A primeira coisa que se fazia era abrir o mIRC, de preferência com o script bacana que seu amigo nerd tinha criado ou, então, ia de Scoop Script mesmo! Sempre utilizando seu nick devidamente registrado – o meu era A`s_BaBy_ – com letras maiúsculas e minúsculas misturadas e, claro, com siglas na frente para indicar que você fazia parte de uma patotinha. Aí tinham os mais variados canais, de cidade, colégios, grupos de amigos, etc. Lembro que era regra eu entrar no #cc (do colégio que eu estudava), #ccj (outro colégio conhecido da cidade), #flops (grupo de amigos) e #a`s (a minha patotinha)! Arrisco dizer que era mais viciante do que as redes sociais de hoje, já que ficávamos conectados o maior tempo possível, muitas vezes virando noites (e brigando com a mãe que mandava desligar o pc e ir dormir)! Era lá que você conseguia falar com aquele menino do colégio que tinha vergonha ou ficar horas a fio fofocando com a melhor amiga. Ah, obviamente você tinha que ter vários aliases personalizados, engraçados e coloridos, deixar quits (mensagens de saída) com letras de músicas dramáticas e cheio de indiretas para aquele alguém. Que honra quando você ganhava + voice naquele canal mega concorrido ou era + op de um canal poderoso! E, claro, nas tardes de sábado ou domingo, impossível não ir ao IRContro, na praça de alimentação do shopping mais próximo!

Novelas

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 06

A primeira novela que assisti na vida foi Carrossel. Lembro como se fosse ontem: estava na casa dos meus primos e eles assistiam ao capítulo em que a linda Prof. Helena e sua redonda franja sofrem um acidente de ônibus. Depois, foi só amor, não perdi mais nenhum capítulo. Maria Joaquina, Cirilo, Jaime Palilo, Valéria, Davi… estarão sempre nas memórias da minha infância! Ah, e até hoje não me conformo com a troca repentina do ator que fazia o Seu Firmino, lembram disso? Na Globo, três novelas marcaram muito: Fera Ferida e o casal Linda Inês (Giulia Gam) e Raimundo Flamel (Edson Celulari); Mulheres de Areia com as gêmeas Ruth e Raquel (Glória Pires) e o fofo Tonho da Lua (Marcos Frota); e a divertida Quatro por Quatro, com a hilária Babalu (Letícia Spiller), sua piranhas de girassol e seu namorado gatão Raí (Marcelo Novaes).

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 05

Porém, minhas favoritas mesmo eram as novelas do SBT. De preferência, mexicanas, claro! Assisti quase todas e, algumas, várias vezes. Era fã incondicional da Thalia e suas Maria’s (Maria Mercedes, Marimar, Maria do Bairro), mas virei a casaca quando foi transmitida, pela primeira vez, a melhor novela da vida: A Usurpadora! Tenho certeza de que as gêmeas Paola Bracho e Paulina Martins, jamais serão superadas! As produções próprias do SBT também faziam minha cabeça: muito dancei as músicas das Chiquititas – inclusive quis ser uma, fiz parte de fã-clube e escrevi cartas de rolo! – e me emocionei com o amor de Pérola (Patrícia de Sabrit) e Tomás (quando o mundo conheceu Dalton Vigh) em Pérola Negra!

Spice Girls

chez b. cosmotag 5 melhores coisas dos anos 90 07

Não conheço uma menina dos anos 90 que não tenha cantado Wannabe enlouquecidamente ou eleito sua spice girl preferida! O lema era Girl Power e essas inglesas arrojadas levavam os corações fashionistas e sedentos de auto-afirmação ao limite máximo! Mel B., Mel C., Geri, Emma e Victoria formavam a banda feminina mais legal de todos os tempos, com melodias tranquilas ou animadas, looks recheados de irreverência e muita autenticidade! Eu tinha os CDs, camisetas, livros e revistas em que elas apareciam! Ah, minha preferida era a Emma, a Baby Spice. E a de vocês?

banner discípulas de carrie





30 de março de 2015

Sou bem noveleirinha sim, admito! Mas, atualmente só assisto novela das 21h da Globo e, ainda assim, precisa me cativar. Depois que Félix (Amor à Vida) nos abandonou, achei que não me apaixonaria por outro personagem tão cedo! Eis que após um período sabático daquela última novelinha sem graça do Maneco – nem com muito esforço dava pra assistir – surgiu o arretado Comendador, de Império, e arrebatou meu coração mais uma vez! A novela acabou e Aguinaldo Silva o matou, motivo suficiente pra eu estender minha revolta e não querer assistir a sucessora Babilônia. Só que não deu. A novela começou causando e já não perco um capítulo! Sabe por que?

Tem Glória Pires e Fernanda Montenegro

chez b. 5 motivos para assistir BABILONIA

Sou super fã da Glória Pires desde os tempos de Mulheres de Areia e suas Ruth e Raquel. Acho-a uma atriz fantástica e, mais uma vez, ela está arrasando na pele de uma vilã magnífica! Beatriz é má, inteligentíssima, sarcástica, altamente dissimulada e devoradora de homens! Estou amando! E… ainda tem a feríssima Fernanda Montenegro que dispensa qualquer comentário! Sem falar em Camila Pitanga, Adriana Esteves, Cássio Gabus Mendes, Bruno Gagliasso… e mais uma turma muito  boa!

O “mocinho” é ninguém menos que o saudoso Carneirinho

chez b. 5 motivos para assistir BABILONIA 1

Essa é para os fãs de Amor à Vida: não temos Félix, não temos Comendador, mas temos Niko, o fofíssimo Carneirinho do Félix. Thiago Fragoso está lindo, querido, nada bobo e super fofo no papel do advogado Vinícius, que deverá ser o par romântico da mocinha (meio do avesso, diga-se de passagem) Regina (Camila Pitanga).

Chay Suede

Precisa dizer mais alguma coisa??

A direção é fantástica

chez b. 5 motivos para assistir BABILONIA  5

Não dá pra dizer que Dennis Carvalho não está caprichando! Com cenas cinematográficas e fotografias bem produzidas, as imagens de Babilônia muitas vezes refletem um alto padrão de produção, que há tempos não se via na televisão. Os diálogos são bem construídos e conduzidos com maestria pela maior parte do elenco. O enredo é animado e rápido, sem muita enrolação – ao menos por enquanto!

A Carminha voltou!

chez b. 5 motivos para assistir BABILONIA  4

Ah, gente! Eu não assisti Avenida Brasil, mas foi impossível ficar alheia ao imenso sucesso desta novela e da inesquecível Caminha de Adriana Esteves. Pois é! E agora parece que ela reencarnou na pele de Inês, uma vilã daquelas que já chegou detonando na primeira semana de novela!

Enfim, eu tô meio viciada nessa novela, achando muito boa e tá até amenizando a saudade do meu Comendador amado. Espero que a trama continue assim envolvente no desenrolar dos meses e não acabe caindo na mesmice e lentidão – o que muitas vezes acontece! E vocês, estão assistindo Babilônia? Quem tá curtindo?

 

Siga nossas redes sociais: Facebook ♥ Instagram ♥ Youtube





28 de dezembro de 2014

Este ano foi bem especial para mim na blogosfera: foi quando resolvi realmente voltar à ativa e deixar o blog do jeitinho que eu queria! Ensaiei um retorno desde o final de 2013, mas foi lá por maio, junho deste ano que bati o martelo e reassumi a alma blogueira que vive em mim. O blog voltou com novo nome, novo layout e novos temas: deixou de ser voltado para moda e passou a falar de variados assuntos! E aqui estão os posts mais queridos, acessados e elogiados dessa nova fase!

chez b. posts do ano 1

The Carrie Diaries: Season Finale ou Series Finale? {10.fev}: muito amor por essa série que acabou terminando no meio do caminho. Detesto quando isso acontece, mas parece que a audiência realmente não era das melhores! Muita falta eu senti, era fã da mini-Carrie Bradshaw!

chez b. posts do ano 3

Um cantinho na Itália… {28.mai}: o primeiro post sobre um paraíso chamado Positano, na Costa Amalfitana (Itália). Contei um pouquinho sobre a minha viagem até lá, onde foi uma parte da minha honeymoon! Também teve post sobre as delícias gastronômicas de Positano, pra quem adora uma boa culinária italiana!

chez b. posts do ano 2

4 questões importantes para pensar antes de ter um pet {15.09}: pensando em ter um gato, cachorro, periquito ou papagaio? Dê uma olhadinha nesse post, caso ainda não tenha lido! Pode ajudar a tomar a decisão final!

chez b. posts do ano 4

O melhor cookie do mundo! {24.09}: eu, que não tenho qualquer apego por cookies, simplesmente acho que todas as pessoas do mundo deviam ter a oportunidade de experimentar essa iguaria pelo menos uma vez na vida! Sonho com esse cookie até hoje, gente! É de dar água na boca!

chez b. posts do ano 5

A Usurpadora: um clássico {27.10}: acreditem ou não, o post sobre a inesquecível novela A Usurpadora foi o mais acessado do ano!!! É a prova virtual de que Paola Bracho ainda permanece viva e má em muitos corações saudosos! hahaha

chez b. posts do ano 6

Cinema: Tim Maia – O Filme {18.11}: quem ainda não viu esse filme, precisa ver! Um excelente longa biográfico sobre esse gênio louco da música brasileira.

As Blogueiras e o Carteiro {21.11}: as Blogueiras e o Carteiro é um grupo do qual faço parte, com mais três amigas (Kat, Ju e Lola), formado com o objetivo de trocar mimos pelos Correios. A primeira troca de presentes e os respectivos posts foi só amor! Prova de que a blogosfera nos traz grandes amizades!

chez b. posts do ano 8

5 blogs de culinária de dar água na boca! {05.12}: até quem não leva muito jeito na cozinha fica tentada com as receitas desses blogs! De culinária gordelícia até fit, tem de tudo um pouco! Sem inspiração para o próximo cardápio? Chega mais!