início Ela Livros
Blogroll Contato


10 de novembro de 2015

O tema deste mês dos projetos do Discípulas de Carrie não poderia ser mais legal: séries! É um assunto que rende muito pano pra manga e a maioria das pessoas que conheço – principalmente as meninas do nosso querido grupo – amam! Eu adoro também, tanto é que criei a tag semanal As Séries da Minha Vida aqui no blog, contando um pouquinho sobre todos os seriados que assisti até o momento (já aviso que logo, logo, tem novidade!). Então, pensem o quanto foi difícil selecionar as CINCO favoritas da vida inteira para fazer a CosmoTag! Mas, vamos lá…

Sex and The City

Não conheço ninguém que tenha assistido Sex and The City e não ame muito! As personagens são extremamente carismáticas e muito bem construídas – é impossível não se identificar com alguma delas (ou com todas!). Até hoje, é a única série que consigo rever, episódio por episódio. Pra ser bem sincera, acho difícil criarem outra à altura!

Gossip Girl

Falar de Gossip Girl é redundante demais. Fez um sucesso absurdo, cortou corações, exibiu looks lindíssimos e causou frenesi na população feminina mundo afora. Foi a primeira série que assisti inteirinha. Eu não era muito ligada em seriados, aí entrei para o mundo dos blogs e, naquela época, não se falava em outra coisa sem ser Blair, Serena, Dan, Nate e Chuck! Lembro como se fosse ontem o dia que fui na Saraiva comprar o box da primeira temporada completa. Obviamente viciei de cara e vai ser sempre uma das minhas séries favoritas da vida!

The O.C.

The O.C. é muito amor! O inesquecível e sarcástico Seth Cohen arrancou muitas risadas de uma geração viciada nas aventuras, conflitos e segredos da californiana Newport Beach. Pra quem ainda não assistiu, sempre digo que é uma espécie de Gossip Girl da Califórnia. O núcleo jovem, os segredos, casos & acasos e o fato de serem criadas pelo mesmo produtor, faz com que as séries sejam de fato bem semelhantes. Dificilmente quem gosta de uma, não irá gostar da outra. Com certeza, uma série que marcou muitos corações!

Game of Thrones

Certo que Game of Thrones é uma das melhores séries de todos os tempos! Os efeitos especiais são incríveis, os cenários deslumbrantes, o figurino impecável, os diálogos extremamente inteligentes. Inicialmente, fui bem resistente a assistir. Achava que era muito fantasioso e cheio de efeitos especiais, o que acabou sendo confirmado apenas em parte. Tem um pouco de fantasia sim, porém, passa longe de ser o principal e é tudo muito bem contextualizado.

Downton Abbey

Das séries que assisto/assisti, a britânica Downton Abbey é uma das mais peculiares. Comecei a assistir meio ressabiada, achando que não curtiria muito, mas ledo engano! D.A. me ganhou logo nos primeiros episódios e, desde então, entrou para o time das preferidíssimas. Downton Abbey tem uma produção impecável, figurino maravilhoso e personagens incríveis. Cada um deles é muito bem construído, com personalidades marcantes e rumos bem adequados e definidos. O elenco foi perfeitamente escolhido e sempre que alguém sai do script, nos deixa com profundas saudades.

 

 

discipulas de carrie





11 de setembro de 2015

Este mês o tema dos projetos do Discípulas de Carrie (ainda não conhece esse grupo lindo? Então, clica aqui!) é DIVAS! E a CosmoTAG consiste em indicar 5 divas lindas e maravilhosas que inspiram nossas vidas. Fiquei super indecisa dentre tantas opções que eu tinha para escolher, então resolvi dar uma restringida e optar por 5 divas da ficção que inspiram minha vida!

 

Blair Waldorf

chez b cosmotag setembro divas blair waldorf

Se é para falarmos de divas da ficção, obviamente a primeira da lista do Chez B. seria ninguém menos que a rainha do Upper East Side: Blair Waldorf.  Má com coração mole, irônica, diabólica e com os melhores looks da história dos seriados, ela facilmente roubou a cena e os corações de quem assistia Gossip Girl, formando o melhor par romântico da história com o incrível Chuck Bass.

 

Carrie Bradshaw

chez b cosmotag setembro divas carrie bradshaw

Carrie é diva e todo mundo sabe, afinal não é à toa que dá nome ao nosso grupo lindo! Com seu figurino fabuloso e inusitado, suas questões existenciais facilmente identificáveis e vivenciáveis, Carrie é ícone de uma geração de mulheres modernas e livres.

 

Paola Bracho

chez b cosmotag setembro divas paola bracho

O que seria do mundo das vilãs sem a magnífica Paola Bracho? No mínimo, muito, mas muito, sem graça! A gêmea má de A Usurpadora conquistou o mundo – e todo o elenco masculino da melhor novela mexicana de todos os tempos que, por sinal, assisti 5 vezes (com muito orgulho haha). Seu batom vermelho e gargalhada sonoramente inconfundível estarão para sempre em nossos corações.

 

Andy Sachs

chez b cosmotag setembro divas andy sachs

Andy Sachs é a incrível personagem de Anne Hathaway em O Diabo Veste Prada. No início do filme, ela é quase um patinho feio, mal vestida e com cabelo judiado. Porém, quando Andy vai trabalhar como assistente da editora-chefe da Runaway, revista de moda desejo de todas as jovens, precisa mudar completamente o visual e a postura, para se sentir um pouco mais adaptada ao ambiente hostil e glamouroso da revista. E aí inicia um desfile de looks estonteantes, cabelos impecavelmente arrumados, maquiagens perfeitas… e Andy vira quase uma Cinderela da “vida real”.

 

Lady Mary

chez b cosmotag setembro divas lady mary

Lady Mary Crawley é a primogênita do Conde de Grantham, de Downton Abbey. É uma mulher forte, determinada, destemina e a frente de seu tempo. Apesar de o contexto histórico da série iniciar em 1912, Mary já tem atitudes feministas, visão de mundo e vontades que não economiza esforços para que sejam alcançadas. O figurino de época é um show a parte, com muito brilho, plumas, vestidos longos e cabelos extremamente bem penteados.

 

discipulas de carrie





26 de março de 2015

Falar de Gossip Girl é redundante demais. Não conheço uma pessoa no mundo (sei que agora surgirão várias, haha) que não tenha curtido essa série ou algum de seus encantadores personagens ao menos um pouquinho! Fez um sucesso absurdo, cortou corações, exibiu looks lindíssimos e causou frenesi na população feminina mundo afora. Fofoca, estilo, conflitos, amores, interesses, festas e juventude: isso é Gossip Girl!

GG foi a primeira série que assisti inteirinha. Eu não era muito ligada em seriados, gostava mesmo era de um bom dramalhão mexicano e muitos, mas muitos filmes. Aí entrei para o mundo dos blogs e, naquela época, não se falava em outra coisa sem ser Blair, Serena, Dan, Nate e Chuck! Lembro como se fosse ontem o dia que fui na Saraiva comprar o box da primeira temporada completa. Obviamente viciei de cara e logo começou a ficar difícil dividir o tempo! Nesse período, assim que terminei de assistir os dvds, fui apresentada por um queridíssimo amigo meu (oi, Rafa!) ao mundo dos downloads e aí foi o salto sem volta para o fantástico universo seriadístico!

chez b. as series da minha vida gossip girl 02

Voltando à GG, a inconfundível introdução na voz de Kristen Bell, Gossip Girl here! Your one and only source into the scandalous lives of Manhattan’s elite…  explica resumidamente a história de fundo. A trama gira em torno de um blog de fofocas anônimo que joga no ventilador tudo sobre os jovens da elite de Nova York. Intrigas mil, planos infinitos, paixões repentinas, amores inconstantes, escândalos e amizades traiçoeiras é o que move um grupo de amigos de infância riquíssimos, lindos e fúteis e suas complexas famílias.

chez b. as series da minha vida gossip girl 03

O figurino é um show à parte: vai dos memoráveis vestidos grifados e tiaras lady incríveis de Blair Waldorf ao estilo boho chic de Serena, passando pelos sofisticados penteados de Lilly, a conversão emo de Jenny e as gravatas borboletas de Chuck. Confesso que em alguns períodos assisti mais pelos looks do que pelo desenrolar da história em si, de tanta lindeza que era!chez b. as series da minha vida gossip girl blair

Blair Waldorf, ou Queen B. – como preferir, interpretada por Leighton Meester, é a minha personagem preferida de série de todos os tempos! Irritante, sarcástica, mimada, manipuladora, interesseira, esperta e com um estilo incrível, ela por vezes levava GG nas costas e sambava na cara da fictícia sociedade novaiorquina. Mesmo estando longe do estereótipo de mocinha, é impossível não amar e torcer pela Blair. Ela é carismática, tem uns rompantes de sensibilidade e o que mais nos faz brilhar os olhos: ama Chuck Bass acima de todas as coisas desse mundo! E Chuck (Ed Westwick) é nitidamente a outra metade da laranja dessa protagonista do avesso, a versão masculina de Blair.

chez b. as series da minha vida gossip girl serena

Uma atriz que pulou do quase-anonimato para o pedestal da fama por conta de GG foi Blake Lively. Ela vive Serena van der Woodsen na trama e arrasa quarteirão com seus looks incríveis, cabelos divinos, corpo estonteante e periguetismo rico. Confesso que nunca curti muito, tenho um bodezinho da Serena e, mais ainda, quando ela forma casal com Dan (Penn Badgley – namorado da atriz antes de ela casar com Ryan Reynolds), outro personagem que não me agrada tanto.

GOSSIP GIRL

Quem ainda não assistiu Gossip Girl acho sinceramente que deveria dar uma chance. Vale cada segundo e todas as temporadas estão disponíveis no Netflix. Faz dois anos que terminou, com um final digno e seis temporadas que deixaram saudades imensas no coração de muitos fãs. Eu sou uma delas! ♥ 

 

 

chez b. as series da minha vida gossip girl nota

Confira os outros posts do As Séries da Minha Vida:
#1. The O.C.
#2. Os Bórgias
#3. Lipstick Jungle
#4. Pretty Little Liars
#5. Smash
#6. Secret Diary of a Call Girl





25 de agosto de 2014

Escolher apenas cinco programas que marcaram a minha vida não foi nada fácil! São tantos bacanas que me fazem relembrar a infância e adolescência! Mas, regra é regra, então vamos lá…

1. Chaves

chaves

Tem como não amar? Chaves, Quico, Chiquinha, Professor Girafales, Seu Madruga, Seu Barriga, Dona Florinda, Nhonho, Bruxa do 71… tantos personagens inesquecíveis! Acho que nunca existirá um fenômeno como foi (e talvez ainda seja) essa série. Piadas inocentes e toscas, chavões que colam na cabeça, personagens simples, carismáticos e engraçados marcaram profundamente uma geração na qual me incluo. A melhor série infantil (e que agrada a todas as idades) de todos os tempos!

2. A Usurpadora

a usurpadora

Podem me chamar de brega! Sempre amei dramalhões mexicanos! A primeira novela que assisti na vida foi Carrossel e ainda lembro bem da cena: o acidente de ônibus da Professora Helena. Depois, virei fã número um da Thalia e assisti umas tantas vezes Maria Mercedes, Marimar, Maria do Bairro e Rosalinda! Mas, o dramalhão que mais marcou mesmo foi A Usurpadora. Assisti quase todas as reprises (só deixei passar a última) e agora tô planejando rever no Netflix. Não teve novela mais divertida e emocionante que essa! Paulina Martins, Paola Bracho e Carlos Daniel estarão sempre no meu coração!

3. Topa Tudo por Dinheiro

topa tudo por dinheiro

É, gente, eu era a Garota SBT! Impossível esquecer as noites de domingo em que ficava acordada até tarde assistindo as câmeras escondidas com Ivo Holanda, Silvio Santos jogando dinheiro em forma de avião para o auditório, a brincadeira do “é, não e porque”… Sem falar que meu grande sonho era estar em uma das caravanas! hahaha

4. Gossip Girl

gossip girl 2

Muita saudade de GG! Claro que já era mais velhinha, mas bons momentos eu passei assistindo essa série. Amava a vida (e os looks) da galera do Upper East Side, as caras, bocas e dramas da Queen B. e a narração da Kristen Bell com seu inconfundível “xoxo”. Ah, sem falar no casal mais lindo da vida, Blair Waldorf & Chuck Bass! Amor eterno!

5. Sex and The City

sex and the city

Comecei a assistir SATC em 2009 e foi amor logo no primeiro episódio! Pra mim, é daqueles seriados atemporais, que podem ser vistos e revistos a qualquer tempo e o tema tratado ainda será atual. Sem falar que Carrie é um ícone! Amo, amo, amo!

E vocês, se identificaram com algum?

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook!

Para ver a blogagem do mês passado, clique aqui





23 de julho de 2014

capa blake lively

Desde o retorno do blog não postava um editorial por aqui. Mas, confesso que fazia muito tempo que não via fotos tão lindas e encantadoras quanto essas da Blake Lively para a Vogue America. Sou muito mais fã da Leighton Meester (não consigo falar de uma sem falar da outra, hahaha), mas também gosto um tanto da Blake e achei o editorial DESLUMBRANTE!

blake lively 8

blake lively 9

blake lively 7

blake lively 6

blake lively 5

blake lively 4

blake lively

blake lively 3 blake lively 2

As fotos, em cenário real, foram feitas por Mario Testino. A terceira capa da Blake para a Vogue America serviu para a divulgação de seu novíssimo site, o Preserve, que é uma espécie de blog, em que ela compartilhará dicas de turismo, compras, imagens… e também um e-commerce. Enfim, vamos ver o que vai rolar de verdade, né?!  E vocês, o que acharam do editorial e do fato de Blake virar blogueira?