início Ela Livros
Blogroll Contato


19 de março de 2015

Acredito que poucas pessoas aqui conheçam Secret Diary of a Call Girl. Inclusive, acho que eu pessoalmente ainda não conheço ninguém que tenha assistido! Uma pena, pois pra quem curte uma boa série britânica é um prato cheio!

Billie Piper é Hannah, uma prostituta de luxo que se esconde sob o codinome Belle e adora o que faz. A história é baseada em fatos reais e foi alavancada por um blog que posteriormente virou três livros. Billie é excelente e os demais atores mantém o alto nível de interpretação e diálogos impecáveis, o que faz de Secret Diary of a Call Girl uma produção imperdível – muito embora à primeira vista pareça bem simples.

chez b as séries da minha vida secret diary of a call girl 02

Apesar do tema central, que nos leva a crer ser um pouquinho pesado, o seriado é divertido, inteligente, irônico, nada trash e muito menos promíscuo. O bom humor toma conta dos episódios que são sempre garantia de boas risadas! Além disso, foram apenas 4 temporadas, com 8 episódios, de cerca de 20 minutinhos cada. É super rapidinho e muito, muito legal de assistir! Super indico!

chez b as series da  minha vida secret diary of a call girl 04

Alguém já conhecia essa série?

chez b as séries da minha vida secret diary of a call girl nota

Confira os outros posts do As Séries da Minha Vida:
#1. The O.C.
#2. Os Bórgias
#3. Lipstick Jungle
#4. Pretty Little Liars
#5. Smash





12 de março de 2015

Nunca fui muito fã de musicais, mas Smash caiu no meu colo numa época que eu tava bem carente de séries, várias que eu assistia estavam em hiatus e queria algo novo pra ver enquanto as outras não retornavam. E eu acabei me encantando! Relativamente nova, com uma trilha sonora fantástica, foi criada em 2012 e produzida por Steven Spielberg.

O elenco é super bacana, encabeçado pela deusa Katherine McPhee e composto por atores tops como Anjelica Huston e Jack Davenport. Smash tem como cenário principal os palcos da Broadway e as ruas de Nova York. A história principal gira em torno dos bastidores de uma mega produção para a Broadway: o musical Bombshell, baseado na vida de Marilyn Moroe.

chez b. séries da minha vida smash 04

Apesar de todos crerem que a personagem principal será interpretada por Ivy (Megan Hilty), a novata Karen (Katherine McPhee) faz uma excelente audição e passa a ser a favorita para o papel. Logicamente, isso gera disputas, conflitos e competições que “animam” a série. Por outro lado, cada um dos personagens tem sua história particular, as quais são bem exploradas ao longo das temporadas.

Embora seja um musical – e eu realmente não gosto de musicais -, nesse contexto não me senti incomodada. De muitas músicas inclusive gostei bastante e fiquei com vontade de ouvir mais vezes depois. As duas atrizes principais cantam muitíssimo bem (Kate McPhee venceu a quarta edição de American Idol) e isso, aliado ao fato de as músicas serem totalmente contextualizadas, deixam a série bem dinâmica e super agradável de assistir.

chez b. séries da minha vida smash 03

A série é curtinha, teve apenas duas temporadas e, na segunda, entra um personagem que não curti muito, mas ainda assim vale a pena. O final foi digno, não o melhor do mundo, mas bem feitinho! Indico pra quem quer uma série leve e descontraída. Ah, ambas as temporadas estão disponíveis no Netflix.

Quem mais já viu Smash? Me contem!

 

 

chez b. as series da minha vida 05

 

Pra ver os outros posts do As Séries da Minha Vida:
#1. The O.C.
#2. Os Bórgias
#3. Lipstick Jungle
#4. Pretty Little Liars





5 de março de 2015

Pretty Little Liars, embora seja bem teen, é uma mistura de drama, mistério e muito suspense. As personagens centrais são quatro amigas inseparáveis que sofreram um forte abalo em sua amizade, após o suposto assassinato de outra amiga em comum: Alison (Sasha Pieterse). Um ano após o fato, Emily (Shay Mitchell), Aria (Lucy Hale), Hanna (Ashley Benson) e Spencer (Troian Bellisario) passam a receber mensagens de texto de uma pessoa misteriosa, que assina como “A.” e ameaça revelar segredos que só Alison poderia saber.

CHEZ B. AS SERIES DA MINHA VIDA PRETTY LITTLE LIARS 04

Apavoradas, as garotas se unem novamente, a fim de descobrir quem está por trás dessas mensagens e o que, de fato, teria acontecido com Alison. Os mistérios são muitos, as revelações, intrigas e suspenses são intermináveis. Chega uma hora que fica até difícil acompanhar, além de um tanto irritante, já que todos os personagens acabam sendo suspeitos em alguma fase da série.

De início, curti bastante o seriado num todo. Era cativante e causava aquela ansiedade pelos próximos episódios. As meninas e suas histórias paralelas também era bem estruturadas, tanto que foi criado um spin-off. Ocorre que era tanta ladainha, tanto mistério, tanta enrolação que chegou lá pelas tantas da 3ª temporada e eu simplesmente não aguentava mais! Não costumo largar séries pela metade – ainda mais quando eu adoro de início, fico na esperança de que vá melhorar – mas, com Pretty Little Liars simplesmente não rolou!

CHEZ B. AS SERIES DA MINHA VIDA PRETTY LITTLE LIARS 05

Depois de um tempo, minha prima contou o desenrolar (quer dizer, o não-desenrolar já que foi ficando cada vez mais confusa) das temporadas e não me arrependi nem um pouco de ter deixado pra trás. Adorei o início sim, foi bem legal ter acompanhado as duas primeiras temporadas, mas deu. PLL entrou no buraco mexicano da enrolação e não tive mais paciência! Hoje está indo pra 6ª temporada e não faço ideia em que pé anda, porém, se alguém aqui acompanha, dá um spoilerzinho, só pra matar a curiosidade! hahaha De todo modo, quem tiver interesse em assistir, as três primeiras temporadas estão disponíveis no Netflix.

CHEZ B. AS SERIES DA MINHA VIDA PRETTY LITTLE LIARS 00

Quem assiste? Alguém mais abandonou?

 

 

CHEZ B. AS SERIES DA MINHA VIDA PRETTY LITTLE LIARS nota

Pra ver os outros posts do As Séries da Minha Vida:
#1. The O.C.
#2. Os Bórgias
#3. Lipstick Jungle





26 de fevereiro de 2015

Quando comecei a assistir Sex and The City, fiquei tão viciada que fui procurar outras séries do mesmo estilo pra acompanhar assim que terminasse o box. Aí, descobri Lipstick Jungle (Selva de Batom, em português), baseada no best-seller da mesma autora de SATC, Candace Bushnell. Comprei logo as duas temporadas disponível e fui bem feliz assistir.

chez b. séries da minha vida 3 - lipstick jungle 01

A série aborda o cotidiano de três amigas (qualquer semelhança, não é mera coincidência), na casa dos 40 anos, bonitas, poderosas e, aparentemente, bem sucedidas da alta sociedade de Manhattan. O enredo gira em torno dos conflitos internos em razão da idade e das relações amorosas, familiares e profissionais de cada uma delas. É um mistura de comédia e drama (que agora virou moda chamar dramédia), tem seus momentos divertidos, mas na maior parte do tempo é muito mais densa que SATC, por exemplo.

chez b. séries da minha vida 3 - lipstick jungle 03

O elenco, encabeçado por Brooke Shields (Wendy, executiva da área cinematográfica), Kim Raver (Nico, editora chefe de uma revista de moda) e Lindsay Price (Victory, estilista ainda correndo atrás da máquina) é muito bom, as atrizes convencem e nos cativam. Lembro de ter gostado muito da série na época que assisti, em 2009, inclusive fui dar uma pesquisadinha no Filmow, pra relembrar uns detalhes e tinha um comentário meu super elogiando a segunda temporada, mas triste por ter terminado!

chez b. séries da minha vida 3 - lipstick jungle 04

Sim, esse é o grande problema: no auge da segunda temporada a série foi encerrada sem um final digno. Ficou muita coisa por resolver, o que me irrita e me frusta, pois até hoje penso no que teria acontecido com a situação viviada por Nico, por exemplo! Acho muita sacanagem dos produtores o fato de terminar sem um final, deixando o telespectador a ver navios… Futuramente, vou falar de outra série que eu amava e aconteceu a mesma coisa, o que quase me fez ficar arrependida por tê-la acompanhado por tanto tempo.

chez b. séries da minha vida 3 - lipstick jungle 02

Mas, enfim, caso você não se importe em terminar sem saber o rumo certo das personagens e curte uma série feminina mais madura, aconselho muito assistir Lipstick Jungle, acho que vai gostar!

Alguém mais assistiu ou já tinha ouvido falar? Me contem!

chez b. séries da minha vida 3 - lipstick jungle nota

 

Pra ver os outros posts do As Séries da Minha Vida:
#1. The O.C.
#2. Os Bórgias





19 de fevereiro de 2015

Se tem um gênero que dificilmente me desagrada, seja filmes ou séries, é o épico. Adoro produções históricas pelo conteúdo em si, pela mistura de realidade e ficção, pelo figurino, construção dos personagens, cenários… enfim, é um dos meus gêneros favoritos. Aí um dia meu marido estava assistindo ao primeiro episódio de Os Bórgias no Netflix e acabei vendo um trechinho. Desde então, não parei mais!

chez b. séries da minha vida os borgias nota 01

Os Bórgias, ou The Borgias, é baseada na história da família homônima que viveu em Roma durante o Renascimento. A família liderada por Rodrigo Bórgia que, mais tarde torna-se Papa (Alexandre VI) foi marcada pela disputa pelo poder, governo corrupto e envolvimento em diversos crimes, como assassinatos, envenenamentos, adultérios, roubos e até incesto.

Eu me apaixonei pela série (e por Cesare Borgia, haha). Os episódios são muito bem feitos, a produção é fantástica e o figurino perfeito. Dizem também que a parte histórica é bem fiel à realidade e pelo que sei e as pesquisas que fiz, é mesmo. Tem muito sangue, lutas, luxo, disputa pelo poder e sedução. Algumas cenas são bem pesadas. A dualidade de sentimentos impressiona: algumas vezes odiava os Borgias, outras vezes amava; mas sempre torci por eles, até o fim!

chez b. séries da minha vida os borgias 02

O elenco é um show à parte: Jeremy Irons, na pele do Papa, consegue nos cativar mesmo vivendo uma criatura tão repugnante. As expressões dele me arrancavam risos por si só. Um ator que eu não conhecia e laçou meu coração: François Arnaud, o fascinante Cesare Borgia. Holliday Grainger, intérprete de Lucrezia Borgia, também não deixa a desejar. Inclusive, a relação dos irmãos Cesare e Lucrezia, complexa e suspeita, é um dos pontos altíssimos da série!

chez b. séries da minha vida os borgias 01

Com apenas três curtas temporadas, Os Bórgias foi cancelada em 2013, deixando os fãs sedentos por uma continuação. Não, ela não termina do nada, sem final. Mas, a impressão que temos é que ainda há muito história pra contar…

THE BORGIAS

chez b. séries da minha vida os borgias nota

* Pra ver  o primeiro post do especial As Séries da Minha Vida, clica aqui!