início Ela Livros
Blogroll Contato


12 de abril de 2016

chez b a culpa é das estrelas 02

A Culpa é das Estrelas já é quase antigo, mas não pude pensar em outra coisa para o projeto deste mês. Explico: o tema do Discípulas de Carrie de abril é LIVROS e, em decorrência, o objetivo do Blahnik Movie é contar qual filme melhor complementa o livro e vice-versa. Eu, particularmente, gosto sempre de ler o livro antes de assistir ao filme. Dificilmente faço o inverso. Até porque raramente a versão cinematográfica me surpreende de forma positiva, já que é inevitável a história seja um tanto quanto “resumida” e é muito, mas muito difícil que os personagens realmente correspondam às nossas expectativas e imaginações prévias.

chez b a culpa é das estrelas 03

O primeiro filme que vem à mente quando penso em algum que não tenha deixado a desejar com relação ao escrito é A Culpa é das Estrelas. Há pouco mais de dois anos, li o livro meio ressabiada, achando que não gostaria muito e seria teen demais pra mim, porém, amei. Aí, alguns meses depois, veio o filme e, novamente – apesar de ansiosíssima -, tinha o pé atrás, já que como disse antes: o livro é (quase) sempre melhor que o filme. Só que me surpreendi e muito!

chez b a culpa é das estrelas 01

A Culpa é das Estrelas é um dos poucos filmes que traduzem fielmente o livro. Perfeito! A história é contada em detalhes, os diálogos são incríveis (assim como no livro, claro), não deixa a desejar em absolutamente nada. Os atores são sensacionais. Amei a interpretação da Shailene Woodley, realmente parecia a Hazel que eu imaginava! Gus foi interpretado por Ansel Elgort, uma fofura só! A sensibilidade  e a profundida que os personagens passam realmente emocionam. E, assim como o livro, ao mesmo tempo que a história nos toca e nos leva a reflexões profundas, também é engraçado, fofo, gostoso de assistir.

E para vocês, qual filme complementa mais o livro e vice-versa?! Me contem!!

discipulas de carrie





7 de julho de 2014

Shailene Woodley

Talvez por não ter assistido o filme Divergente – em que é protagonista -, não conhecia essa mocinha fofa que deu vida à Hazel Grace, personagem principal de A Culpa é das Estrelas. Achei tão incrível a interpretação dela no cinema que me interessou saber algo mais sobre essa jovem atriz.

Shailene Woodley, apesar da pouca idade – 22 anos – já concorreu até ao Globo de Ouro! Ela foi indicada na categoria de melhor atriz coadjuvante, por seu primeiro filme para o cinema: Os Descendentes.

Supercool, Shai não é daquelas mega obcecadas com a aparência. Em uma entrevista, disse que depois de ver uma capa de revista em que aparecia com um corpão que não tinha, uma pele de porcelana e uma boca que não era a sua, passou a usar o mínimo de maquiagem possível, simplesmente para parecer ela mesma.

shailene woodley 1Sempre discreta, nas premiações costuma variar entre o despojado total e looks fofos! Pra mim ela tem um que de Emma Watson, não sei se é o jeito de menina ou o estilo mesmo, mas lembra muito a eterna Hermione!

shailene woodley3Mesmo nos red carpets Shai não ousa, mantém a linha acertada da discrição, sem aquele glamour excessivo, sempre com cara de linda. Ela tem um ar de quem não precisa de muita produção pra se destacar, não acham?

shailene woodley2Rola um papo de que Shailene seria bissexual e namorada Ellen Page (a Juno, lembram?), que recentemente assumiu sua homossexualidade. Verdade ou não, essa menina linda tem tudo pra ser a nova queridinha de Hollywood.





30 de junho de 2014

a culpa é das estrelas filme 1

Desde que li o livro (resenha aqui), tava ansiosíssima pra ver a adaptação para o cinema. Sexta finalmente consegui ir e… amei! Posso dizer que esse é um dos poucos filmes que traduzem fielmente o livro. Perfeito! A história é contada em detalhes, os diálogos são incríveis (assim como no livro, claro), não deixa a desejar em absolutamente nada.

a culpa é das estrelas filme 2

Os atores são sensacionais. Amei a interpretação da Shailene Woodley, realmente parecia a Hazel que eu imaginava! Gus foi interpretado por Ansel Elgort, uma fofura só! A sensibilidade  e a profundida que os personagens passam realmente emocionam. E, assim como o livro, ao mesmo tempo que a história nos toca e nos leva a reflexões profundas, também é engraçado, fofo, gostoso de assistir.

a culpa é das estrelas filme 3

Achei legal como o filme conseguiu atingir todas as faixas etárias. No cinema, percebi que tinham de menininhas a senhores, casais jovens a pessoas maduras… todas visivelmente emocionadas. A Culpa é das Estrelas talvez tenha sido a melhor adaptação cinematográfica que eu lembre de ter visto!

E vocês, assistiram? E leram o livro também? Gostaram? Me contem!!





20 de abril de 2014

estrelas 1

Faz alguns meses que li A Culpa é das Estrelas, mas, como fiquei um bom tempo offline, não tinha conseguido parar para registrar minhas impressões…

Comprei o livro com um pezão atrás! Puro preconceito, eu sei, mas sendo ele um fenômeno literário, estando sempre nos topos de listas de livros-mais-vendidos e por ter uma capa um tanto teenager demais para a minha idade pré-balzaquiana, não tava muito animada. Eis que li uma resenha daqui, um comentário dali e resolvi me aventurar nessa história dita apaixonante e ver o que tinha esse tão falado John Green!

Nosso amor não foi à primeira vista, não. Comecei meio ressabiada, com aquele pensamento de que seria mais um livro bobinho com uma historinha mais ou menos, mas não demorou muito meu coração não resistiu e se entregou totalmente à Hazel, Gus e um enredo envolvente, sensível, marcante… e, dá pra dizer, até engraçado, sobre um tema extremamente delicado, que é o câncer na adolescência.

estrelas 2

Podia ser mais um livro adolescente piegas e sofrido, mas não. É uma história de amor. Uma história que conduz o leitor a sentimentos profundos, mas serenos. Uma história capaz de nos mostrar que todo mundo ama, independente de quantos dias ainda se tenha pra viver. Uma história em que o amor é muito mais forte que uma doença.

estrelas 3

John Green me surpreendeu. O livro é teen mesmo, mas as lições que ele traz, são para todas as idades. Não vou prolongar, pois gosto que minhas indicações conservem a surpresa e a descoberta do próprio leitor. Só digo que vale muito a pena reservar um tempinho para essa história deliciosa!

Agora, soube que em junho, o livro estreia nas telinhas do cinema. John Green acompanhou as gravações de perto e até virou amigo do elenco. Já estou mega ansiosa para encontrar Hazel e Gus novamente! Acho que têm grandes chances de ser daqueles filmes que retratam, de fato, a emoção do livro. Então, chega logo, junho!

a culpa é das estrelas